HIBERNOMA

Por adaptação de Dr. Leonardo Ferreira Bianquini - 13/02/2019

Tumor benigno, raro, constituído pelo tecido adiposo marrom cuja função é a retenção de calor, que é exuberante nos animais que hibernam (explicando o nome do tumor), mas que, nos humanos, é escasso existindo no feto e mantendo-se nas crianças na região interescapular, pescoço, mediastino, parede abdominal anterior e em torno a vísceras abdominais. Tende a desaparecer nos adultos nos quais se encontra apenas na gordura periadrenal, perirrenal, do pescoço e da aorta. Encontram-se nesses tumores anormalidades clonais nos cromossomos 11q13 e 11q21. Recentemente demonstraram-se nos hibernomas rearranjos do gene GARP localizado no cromossomo 11q13.5.

Manifestações clínicas

São mais frequentes em adultos com leve predominância enm homens entre os 30 e 50 anos. Apresentam-se como nódulos subcutâneos com as mesmas características dos lipomas. Localizam-se, mais frequentemente nas coxas (30%), no pescoço, ombros, tronco e membros superiores, mas também podem ser encontrados na cavidade abdominal e retroperitônio
Por adaptação de Dr. Leonardo Ferreira Bianquini - 13/02/2019

OUTRAS DOENÇAS

TELEFONE
(27) 3211-0223
WHATSAPP
(11) 98350-8285
E-MAIL
cursos@fapecs.com.br
CURSOS CERTIFICADOS PELO INSTITUTO DE PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE -
2019 - FAPECS - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS