PSORÍASE: O QUE PODE ESTAR ASSOCIADO?

Por adaptação de Dr. Leonardo Ferreira Bianquini - 25/02/2019

Várias comorbidades estão associadas à psoríase. Acredita-se que 73% dos pacientes com psoríase apresentem, pelo menos, uma comorbidade. Doença inflamatória intestinal, uveíte e distúrbios psiquiátricos já são conhecidos há algum tempo. Posteriormente, as pesquisas concentraram-se no estudo da associação entre a síndrome metabólica e seus componentes, como a obesidade, hipertensão arterial sistêmica, dislipidemia, diabetes mellitus e doenças cardiovasculares, e a evolução da psoríase. Recentemente, novas comorbidades associadas à psoríase como: osteoporose, apneia obstrutiva do sono e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).
A psoríase é uma dermatose inflamatória crônica e recorrente, imunologicamente mediada, associada à ampla gama de manifestações sistêmicas. Manifesta-se através de placas eritematoescamosas.
− Antigenos HLA classe I, particularmente HLA-Cw6: associado a inicio precoce e historia familiar.
− Temos dois tipos de psoríase:
• Tipo I: inicio antes dos 40 anos, associado ao HLA
• Tipo II: inicio após os 40 anos e sem associação com HLA.

A doença acomete ambos os sexos igualmente. Pode iniciar em qualquer faixa etária, mas não é comum antes dos 10 anos.
− Mais provável entre 15-30 anos
− Dois picos de incidência: - 20-30 anos e 50-60 anos
− Chance de desenvolver a doença:
• Dois pais portadores: 41%
• Apenas um dos pais portador: 14%
• Um irmão portador: 6%
• Efeito do clima:
• quanto maior a latitude > maior a prevalência
• 68% dos casos diagnosticados durante o inverno ou primavera
Por adaptação de Dr. Leonardo Ferreira Bianquini - 25/02/2019

OUTRAS DOENÇAS

TELEFONE
(27) 3211-0223
WHATSAPP
(027) 98879-9518
E-MAIL
cursos@fapecs.com.br
CURSOS CERTIFICADOS PELO INSTITUTO DE PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE -
2019 - FAPECS - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS